Praia de Reñaca


Praia de Reñaca

Originally uploaded by alexeiz2002

Pacific

Advertisement
Posted in alexei | 1 Comment

howto automount iso images in linux

Ever wanted to peek into the contents of an .ISO file, a.k.a. “CD image file” (or many other names), without having to burn it? This post is going to teach you how you can easily access the contents of all the ISO files you want, from now on.

This recipe was prepared and tested on Ubuntu Linux 10.04, but it should pretty much work smoothly in any Linux distribution. Although this has been set up exclusively for ISO images (used in CDs), this can be, in theory, used to almost any filesystem, including DVD’s UDF or any other filesystem you like.

First, make sure you have autofs, also known as automount installed:

$ sudo apt-get install autofs

This package will provide a /etc/init.d/autofs script to control the service and a /etc/auto.master file to configure the service.

Planning

First things first: we need to plan two things: a) where we are going to mount the .iso images, and b) where the .iso files are going to be mounted from. In this example, I have created a structure like:

/local/iso
          /images
          /files

where the /local/iso/files will hold the .iso files, while the /local/iso/images is the place where we are going to access their contents. Thus, if you place a file (or create a symbolic link, for instance) named mydisk.iso within /local/iso/files, you are going to be able to access a directory named /local/iso/images/mydisk.iso/, magically mounted for you.

Let’s get to work

To achieve that we need to edit the /etc/auto.master file, which is provided by the autofs package and include a line like:

/local/iso/images         /etc/auto.iso    --timeout=10

This line tells autofs to manage everything under the /local/iso/images directory, using the configurations in the /etc/auto.iso file – that will be created in the next step. Besides that, we’re setting a 10 seconds timeout for the automounted directories – way shorter than the default value of 60 seconds. That is, if no process is using that directory for 10 seconds, autofs will unmount it.

Next we are going to set up a /etc/auto.iso file, with the contents:

*	-fstype=iso9660,loop     :/local/iso/files/&

The star sign “*” on the beginning of the line tells autofs that it should auto-mount anything – as opposed to specifying directories names you wish to be auto-mounted.

The middle piece are the mounting options:

  • -fstype=iso9660 – the filesystem type for CD images, which is the filesystem that define the internal structure of ISO files (and file CDs, for that matter)
  • loop – filesystems are mounted from block devices, such as the partitions in your hard-drive, or in your USB pen-drive. Using this option you tell Linux not to complain about mounting a filesystem from a regular file (the ISO file, in this case)

The last piece is a little bit trickier. The colon-sign “:” is necessary because automounting was, historically, designed to automatically mount and unmount remote directories, using NFS. However, today you can not only choose to mount other types of filesystems, as well as mounting local files, like we’re doing now. For remote directories, the syntax would be something like:

server:/my/remote/directory

When mounting from local devices/files there is no server to specify but you must use the colon sign.

Then you have the ampersand sign “&” at the very end. The ampersand is the counterpart of the wildcard character “*” used for the mounting directories. It means: “replace this ampersand symbol with whatever you actually try to access there under the /local/iso/images tree”.

Into action

Next you must start (or restart) the autofs service so it can pick up these settings. That may vary depending on your distro, but in Ubuntu you simply run:

$ sudo restart autofs

You can now try it by copying an ISO file to the /local/iso/files – any regular ISO-9660 file should do.

For instance, if you don’t want your mounted directory to have a “.iso” extension, you can edit /etc/auto.iso to be like:

*	-fstype=iso9660,loop     :/local/iso/files/&.iso

All set. I have provided a sample.iso file that you can use to test this. Then you’re going to have something like this:

00:12:28 BRT /local/iso/files $ ls -l
total 384
drwxrwxrwt 2 root root   4096 2010-09-25 00:12 ./
drwxr-xr-x 4 root root   4096 2010-09-22 14:53 ../
-rw-r--r-- 1 az   az   382976 2010-09-25 00:12 sample.iso
00:12:30 BRT /local/iso/files $ cd ../images/sample
00:14:16 BRT /local/iso/images/sample $ ls -l
total 6
drwxr-xr-x 4 az   az   2048 2010-09-24 23:58 ./
drwxr-xr-x 3 root root    0 2010-09-25 00:14 ../
drwxr-xr-x 2 az   az   2048 2010-09-24 23:58 surprise-surprise/
drwxr-xr-x 2 az   az   2048 2010-09-24 23:59 ultrasecret/

There you go, you are viewing the files within the file! 🙂

Referências


Posted in linux | Tagged , , , , , , , | Leave a comment

pobre verso

Pobre Verso

Faço um versinho para o meu amor
Mas é tão pobre, mirrado e franzino
Que até dor com flor, confesso que rimo
Poeta cascudo e tosco que sou
Mas o amor é mesmo assim muito estranho
No coração, pequeno, é infinito
Mas na caneta outros versos imito
Que seja, se um sorriso ao menos ganho
Por mais que me desdobre, fica a linha
Como antes: parca, incortês e pobre.
Persisto, tal insensatez é a minha.
Que me cobre a Poesia, sigo adverso
Pobre é quem por este verso caminha
e não vê o meu Amor tal qual Universo.

— Alex Bandeira

Posted in poesias | 2 Comments

equinócio perl – setembro 2010

O planeta Terra e o grupo São Paulo Perl Mongers – a comunidade Perl de São Paulo – realizam nos meses de Março e Setembro os seus Equinócios.

O Equinócio da Terra ocorre quando o Sol, em sua órbita aparente, cruza o equador terrestre. Esse evento ocorre duas vezes ao ano, e marca o início das estações Primavera e Outono.

O Equinócio da SPPM é um evento virtual, no qual, durante o mês do Equinócio Terrestre, é publicado um artigo novo por dia na página do grupo, escritos pelos membros da comunidade, até as noites iguais. O Equinócio Perl foi criado para celebrar o Equinócio Terrestre e difundir a linguagem Perl.

Se você ainda acha que Perl é somente uma linguagem de fazer scripts bobinhos, se você ainda acha que Perl não serve para atender ao Enterprise Computing, se você ainda vê Perl como ele era em 1996…. Wake Up and Smell The Coffee!!!!

(pequena descarada auto-propaganda: o artigo de hoje do equinócio foi escrito por mim! 🙂 )

Posted in perl | Tagged , , , , | Leave a comment

perl mongers bêbados


IMGP5873

Originally uploaded by kawanet

(Um mais bêbado que os outros dois)

Posted in alexei | Tagged , , , , , , , , | Leave a comment

impressora

Vou comprar uma impressora aqui para casa. Até o momento, a mais cotada é a HP Multifuncional C4780. Eu vi alguns reviews legais, e parece que funciona redondo no Linux. Mesmo em inglês, apesar do review não ser muito favorável, as questões levantadas são todas contornáveis, e o uso aqui em casa não deve ser tão intensivo mesmo, então não importa tanto.

As pesquisas até o momento apontam:

Se alguém tiver alguma experiência, boa ou ruim, com essa impressora, principalmente com o Linux (uso Ubuntu 10.04 64-bits aqui em casa), por favor coloque um comentário. Também agradeceria se alguém passasse alguma receita de bolo para a parte de scanner – estou sendo folgado, ainda não procurei por isso eu mesmo, e nunca mexi com isso em Linux.

Posted in computadores, linux | Tagged , , , , , , , | 1 Comment

são paulo perl workshop 2010

No sábado passado, dia 10.07.2010, aconteceu o SÃO PAULO PERL WORKSHOP 2010, promovido pelo grupo São Paulo Perl Mongers. Eu comecei a frequentar a comunidade há 2 anos, em uma das ocasiões em que o Fields esteve no Brasil. Eu devia uma cerveja, mais especificamente uma Devassa (que aliás, acho que não paguei). O Fields trabalha com perl desde 96 ou 97, quando trabalhamos juntos na saudosa e há muito extinta DIR Brasil. Devo confessar que tenho me divertido com programação como há tempos não me divertia, e cheguei até mesmo a publicar um módulo no CPAN. Até que ficou bem arrumado.

Enfim, no sábado tivemos uma tarde com algumas palestras muito legais. O destaque foi o Tom “Pica-pau” Doran, que nos contou bastante sobre sua experiência com aplicações web.

Parabéns ao Thiago e ao Solli, que foram os principais organizadores do evento.

Posted in computadores | Tagged , , , | Leave a comment

tudo aqui, agora

Alguns updates da minha vida atribulada.

A AVON Brasil implementou, nos últimos meses a Nota Fiscal Eletrônica, segundo legislação estadual. Essa mudança demandou bastante esforço de muita gente por lá, e teve duas grandes implantações do sistema de emissão de notas fiscais nesse período: uma na virada de 31/Mai para 01/Jun e outra na virada de 30/Jun para 01/Jul. Esta última aconteceu literalmente em torno da meia-noite, e no lado do WebSphere, envolveu uma lista nada curta de itens a serem alterados, devido a alguns ajustes na arquitetura de Infra. Foi muito cansativo, mas entregamos. Ainda há ajustes a serem feitos, mas isso é normal numa implantação desse porte.

Enquanto isso, uma outra história acontecia, mas na minha vida pessoal: a Fernanda estava com um nódulo na tireóide, desde o ano passado. A história completa está no blog dela, mas o resumo vai neste parágrafo. Quando foi detectado, a mãe dela estava no hospital, e veio a falecer alguns meses depois. Ontem, 11 de Julho, fez exato um ano do falecimento de Dª Eloisa. Mal a conheci, mas quando a Fe fala dela, é quase como se eu a tivesse conhecidotoda a minha vida.

Enfim, o nódulo. Por conta da mãe e de alguma trapalhadas do plano de saúde que cobre a empresa onde ela trabalha, ela só foi fazer o exame de punção em Outubro. Resultado? Inconclusivo. Como havia histórico de câncer maligno de tireóide na família, a recomendação médica foi remoção, sem titubear. Um médico sugeriu a remoção apenas do lobo esquerdo (onde estava o nódulo), com um exame durante o procedimento para determinar a natureza da massa – caso maligno, haveria a remoção do resto da tireóide. Depois de vários rolos com o plano de saúde da empresa onde eu trabalho, finalmente conseguimos marca a cirurgia para 1º de Julho. Graças a Deus, tudo correu bem – apenas demorou um pouco mais do que os meus nervos gostariam que tivesse demorado – e por fim, a massa não era sequer um tumor, apenas um bócio causado por uma tiroidite. A Fe está bem, ainda dói um pouco para comer, mas já tirou os pontos e daqui para frente a recuperação deve ser mais rápida.

Estou agora tentando correr atrás do resto da minha vida, que praticamente ficou em freeze durante esses últimos meses.

PS: Como se pode imaginar, não consegui mais velejar nem tirei a carta de Mestre-Amador ainda. Se a prova for no dia 31,eu tiro este mês ainda, se for no dia 24, não terei tempo suficiente de estudar, e terei de deixar para o mês seguinte.

Posted in alexei, saúde, trabalho | Tagged , , , , , , | 1 Comment

to be by your side

Artist(Band):Nick Cave and The Bad Seeds

Across the oceans across the seas,
Over forests of blackened trees.
Through valleys so still we dare not breathe,
To be by your side.

Over the shifting desert plains,
Across mountains all in flames.
Through howling winds and driving rains,
To be by your side.

Every mile and every year,
For everyone a little tear.
I cannot explain this, dear,
I will not even try.

Into the night as the stars collide,
Across the borders that divide
Forests of stone standing petrified,
To be by your side.

Every mile and every year,
For every one a single tear,
I cannot explain this, dear,
I will not even try.

For I know one thing,
Love comes on a wing,
For tonight I will be by your side,
But tomorrow I will fly.

From the deepest ocean to the highest peak,
Through the frontiers of your sleep.
Into the valley where we dare not speak,
To be by your side.

Across the endless wilderness,
Where all the beasts bow down their heads.
Darling, I will never rest
Till I am by your side.

Every mile and every year,
Time and distance disappear
I cannot explain this, dear no,
I will not even try.

And I know just one thing,
Love comes on a wing
And tonight I will be by your side.
But tomorrow I will fly away,

Love rises with the day
And tonight I may be by your side.
But tomorrow I will fly, tomorrow I will fly,
Tomorrow I will fly.

Posted in alexei | Tagged , , | Leave a comment

set sail

Se dane tudo, estou velejando de novo. E vou tirar Mestre-Amador, se tudo der certo, no fim do mês que vem.

Posted in vela | Leave a comment