pais e tacos de baseball

Já faz algum tempo, eu concluí que 85% dos problemas da raça humana podem ser resolvios com um bom taco de baseball.

Eu acho que um segmento da sociedade que, definitivamente, precisa conhecer o taco, são os pais que deixam a babá eletrônica tomar conta do filho deles. Não, eu não sou contra a TV, mas é notório que os programas, principalmente os infantis, são manipuladores e crianças são suscetíveis.

Pois bem, vejo eu na TV a propaganda de um carro com “dispositivo Acalma-Criança” (sic). Que é basicamente uma televisão. Se você é pai ou mãe, faça um grande favor ao seu filho ou filha, e à toda a Humanidade: jamais delegue a educação do deles à uma caixinha programada por marketeiros.

Eu ainda não sou pai, mas eu acho que, para ser pai, é preciso aceitar algumas responsabilidades:

  • A responsabilidade de ser enérgico o suficiente para ter o respeito dos filhos: quando pai e mãe fala, filho tem que obedecer. (Sem que por isso tenha de ser desrespeitoso, injusto ou arrogante)
  • A responsabilidade de participar da diversão dos filhos: claro que não temos como brincar o tempo todo. Minha sobrinha disse uma vez que não queria crescer porque adulto não tem tempo de brincar, e isso é uma grande verdade. Mas você tem que brincar, pelo menos um pouco. É dever dos pais estarem presentes na educação dos pequenos, e por um bom tempo, brincar é a uma das mais ativas, senão a mais, forma de aprendizado que eles têm.
  • A responsabilidade de ser tolerante. Crianças são barulhentas, elas fazem bagunça e algazarra. Se você prefere a morte que ter de agüentar bagunça, não tenha filhos!!!

Isso dito, que fique claro que eu não sou contra as pessoas comprarem o carro que têm a televisão para as crianças. O que eu sou contra é que eles vendam a TV como se fosse um sedativo para animais raivosos, e que todo mundo ache isso normal.

Pais que dão sedativos para aquietar as crianças são tão bons quanto aquelas bábás que fazem o nenê cheirar gás para ficar grogue e parar de chorar. Merecem uma boas porretadas com um bastão.

Advertisements
This entry was posted in pensar and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s